" />

“Os Açores tiveram um ano turístico muito bom, com o maior crescimento na taxa de ocupação”

"Os Açores tiveram um ano turístico muito bom, com o maior crescimento na taxa de ocupação" "os açores tiveram um ano turístico muito bom, com o maior crescimento na taxa de ocupação" “Os Açores tiveram um ano turístico muito bom, com o maior crescimento na taxa de ocupação” 03 04 2017 18 24 52
Publicado por:

“Os Açores tiveram um ano turístico muito bom, com o maior crescimento na taxa de ocupação”

Associação da Hotelaria de Portugal (AHP) traçou um balanço do ano turístico que passou, destacando o desempenho dos Açores em várias vertentes dos números da hotelaria. “Nos Açores, destaque para um aumento de 10% na taxa de ocupação, o maior registado a nível nacional e que corresponde a uma taxa de 62%. O preço médio por quarto ocupado, por outro lado, manteve-se nos 60 euros.

Ainda assim, e em razão da taxa de ocupação, o RevPAR subiu 11%, fixando-se nos 37.5 euros”, sublinha a AHP.

Em termos globais, a associação afirma que, em 2016, as unidades hoteleiras ultrapassaram os dados históricos de 2007 em todos os indicadores, fazendo do ano que passou o melhor da história do Hotel Monitor.

Em 2016, adianta a AHP, a taxa de ocupação por quarto atingiu os 68% a nível nacional em todas as categorias, registando uma subida de 3 p.p. face a 2015 e ultrapassando pela primeira vez o valor registado em 2007 – apesar do importante aumento da oferta hoteleira (com a abertura de mais 75 estabelecimentos hoteleiros e 6620 quartos) e da proliferação de formas alternativas de alojamento. A Madeira é o destino que apresenta a taxa de ocupação mais elevada, registando 82%, seguido de Lisboa (77%) e Porto (73%).

Em termos de variação, as melhores performances registaram-se nos Açores (6 p.p., correspondente a um incremento de 10%), Madeira (5 p.p.) e Oeste (5 p.p.).

Por outro lado, Lisboa foi o destino que menos cresceu em 2016 (apenas 1 p.p.), apesar de apresentar a segunda maior taxa de ocupação do país. Raul Martins, Presidente da Associação da Hotelaria de Portugal, frisa que “o ano de 2016 foi muito positivo em todos os indicadores. Após o período de crise e uma longa recuperação, estamos finalmente no bom caminho, mas alertamos que ainda há muito trabalho a fazer por parte das empresas para conseguirem equilibrar a operação.”

“O que é interessante analisar este ano é também o facto de praticamente todos os destinos turísticos do Hotel Monitor terem alcançado uma taxa de ocupação superior a 50%. De destacar que tanto a Madeira como os Açores tiveram um ano muito bom. Os Açores registaram o maior crescimento (mais 6 p.p.) em taxa de ocupação e a Madeira registou o valor mais elevado (82%)”, acrescenta o responsável.

Para o fim de semana da Páscoa, de 13 a 15 de Abril, as expectativas são de valores mais elevados face ao passado em quase todos os indicadores, destacando-se o preço médio por quarto ocupado, receita de alojamento, RevPAR e a receita total. Portugal e Espanha serão os principais mercados emissores durante o período de Páscoa (24% e 22%, respectivamente), seguindo-se França (13%).

O principal canal de reservas será website próprio (para 25% dos inquiridos), a par das agências e operadores turísticos (para 24%).

in Diário dos Açores

 

Share

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *